MÃE-GALINHA



2004-12-20

AINDA AS LEITURAS

Em relação ao último post, agradeço os comentários, sorrisos, conselhos e até parabéns.
É de facto um feito, uma aprendizagem destas, assim, sem ajudas nem incentivos. Recuo à minha infãncia e recordo que passei pelo mesmo. Aos cinco anos, lia o JN de uma ponta à outra. Era o jornal que o meu pai lia. O meu pai era professor do ensino básico. Talvez me tivesse começado a dar uma ajudazinha aqui, outra ali. Quando fui para a escola, não me lembro de me sentir marginalizada por já saber ler. Mas a Inês é uma criança muito especial, com as emoções à flôr da pele. Não sei como irá reagir. E isso preocupa-me.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5